Estamos ensinando SUCESSO ou FRACASSO para nossas crianças?

Sucesso e Fracasso

É possível ensinar SUCESSO e/ou FRACASSO desde muito cedo. A maior parte dos nossos comportamentos são automatizados. O que isto significa? Construímos memórias, e a partir delas, repetimos padrões aprendidos. Então se estou aprendendo a dirigir, por exemplo, tenho toda atenção focada neste procedimento: onde colocar o pé, o momento certo de trocar a marcha, olhar no retrovisor, tomar decisões no trânsito. No início, estas atividades parecem extremamente complexas. Demandam um esforço cognitivo consciente para executar cada atividade. Quando aprendemos efetivamente a dirigir todas essas ações ficam automatizadas e o nosso organismo as executa sem precisarmos prestar muita atenção nelas.

Por que isto acontece? O nosso cérebro é extremamente inteligente, o nosso comportamento fica automatizado para podermos construir novas aprendizagens. Já imaginou se todos os dias tivéssemos que reaprender a dirigir? Ficaríamos estagnados no mesmo estágio de aprendizagem todos os dias. Nossa espécie não teria evoluído se não fosse o suporte desta memória automatizada.

Para além das ações levamos para esta memória automática comportamentos, sentimentos, emoções. A infância é a fase onde grande parte destas memórias são estabelecidas.

Quando uma criança tem dificuldade em realizar uma tarefa que está além da capacidade dela naquele momento, ela vai se angustiar, desistir e se frustrar. Se isto acontece com frequência são estes sentimentos que vão ficar automatizados na vida adulta. Quando for adulto e estiver diante de um desafio, não importa o tamanho que seja, a resposta automatizada na infância foi a de desistir e conviver com a sensação de frustração, de fracasso, que, apesar de ser uma sensação negativa, é a mais confortável pois esta é a sensação que o cérebro e o corpo estão acostumados. A química cerebral disparada neste momento passou a ser uma reação automática.

Por isso é importante que ao perceber alguma dificuldade no meu filho, no meu aluno, devo fragmentar este desafio em etapas menores e vou garantindo o sucesso em pequenas doses até chegar ao objetivo final. O que vai ficar registrado nesta memória é a capacidade de superação, a sensação de “eu posso”, “eu sou capaz”, o sentimento de coragem. Isto é preparar uma criança para o sucesso.

Por exemplo, uma criança bem pequena que está aprendendo a vestir a meia, pode parecer bastante complexo para ela, então fragmente essa tarefa a cada dia até que ela adquira a capacidade de desenvolve-la com autonomia. Coloque a meia até o calcanhar e deixe que ela puxe e faça o movimento final de calçar a meia. Comemore com ela esta conquista. Aos poucos e a cada dia vá afastando cada vez mais a meia para o meio do pé, depois para a pontinha até que a criança consiga calçá-la sozinha. Isso vai garantir que ela se arrisque e ouse cada vez mais apoiada na sua capacidade de superação.

Quando insistimos que a criança cumpra uma atividade na qual ela não está pronta para desenvolver, muito provavelmente ela vai ficar desestimulada e passar a acreditar na sua incapacidade.  E isto muita vezes vem reforçado por palavras como: “você não sabe”, “não consegue”, “já te ensinei tantas vezes e você não aprende!”. É importante percebermos o sentimento e a sensação que está sendo automatizada por esta criança.

Não compare o desenvolvimento do seu filho com o de outras crianças. Fique focado em oferecer aquilo que ele está precisando naquele momento e o estimule adequadamente. Não é o ato de aprender em si que é o mais importante, mas o significado que ele leva desta aprendizagem. Posso aprender através da força, da imposição, do castigo. Sim isso acontece, mas lá na frente, existem boas chances de esta criança se tornar uma pessoa que não gosta de ler, escrever, que sofre cada vez que precisa entregar um trabalho na faculdade ou na sua atuação profissional. Que desiste com facilidade perante o menor desafio.

Então vamos estimular nossas crianças a superar pequenos obstáculos gradualmente e a construir uma aprendizagem leve, prazerosa, significativa, que vai ser a garantia do seu sucesso no futuro. Vamos seguindo com Confiança Quântica!

Andréa Wolney

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2018 Todos os direitos reservados para Pedagogia Quântica.

Desenvolvido por BSB Connect.

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?